Querer um mundo perfeito é no mínimo viver de utopia, que é perfeitamente possível torná-lo melhor por alguém, para alguém, fazendo algo melhor, aí sim é racionalidade. Pronto.