Que eu saiba lá do do baú o jeito de sorrir pros “não” da vida.