“” O ovário critico menstruou
uma insígnia metamorfose mediática
Não obstante, julgou plena convicção
Não sabe dos deuses
Que não em período fértil
E absorveu seu próprio sangue
No vértice de estupidez…””