“É como ao camelo para tocar flauta”.

(Como se sabe, os lábios do camelo não fecham e dedos não se movem…)