(Prefiro) A opressão do gato à justiça do rato.