Não digas que darás, mas dá! Nunca… Johann Goethe

Não digas que darás, dá! Nunca satisfarás a esperança!