Não existe mais ninguém tão inocente… Friedrich Nietzsche

Não existe mais ninguém tão inocente para ainda colocar o sujeito EU na de´Penso´.